QUASE AURORA

E-mail

HOME       SOBRE       CONTATO

COISAS PARA FAZER ANTES DE MORRER

Um agradecimento especial para Bruna Morgan e sua lista de 642 coisas sobre as quais escrever. Nos momentos de falta de criatividade corri para lá e fiz alguns posts aqui (com títulos diferentes, mas conteúdo com base nas dicas). Todo amor do mundo pra você

ilustração

E se tem uma coisa que é certeza nessa vida é que todo mundo morre. Muita gente não gosta de falar sobre isso, mas acho que deve ser algo tratado com naturalidade, afinal, quem nasce... morre. Fazer o quê? Pensando na brevidade que é a vida e em sua fragilidade, sempre quis aproveitá-la ao máximo e ser feliz sempre que possível! Por isso, aqui vai minha lista de coisas para fazer antes de morrer!

⤿ Pular de paraquedas 
Sou um pouco medrosinha, mas gosto da adrenalina provocada por essas coisas radicais. Não sei quando reunirei coragem para fazer tal coisa, mas espero que seja antes de dar o último suspiro!

⤿ Ir à Orlando
Não tenho muito interesse nos Estados Unidos, mas Orlando é meu sonho de princesa, kkkkk. Eu amo parque de diversões loucamente e quando morava no Rio aproveitava para ir sempre que podia, mas infelizmente nunca consegui ter altura suficiente para ir na montanha russa do Terra Encantada, por isso que morro de vontade de ir no Busch Gardens.

⤿ Ter uma coleção de lingerie
Uma vez sonhei que tinha aberto uma loja e desenhava as lingeries que vendia, desde então tenho essa chama aqui dentro, mas como não sei fazer um círculo... quem sabe?

⤿ Abrir uma ONG
Na rua lateral a minha existem vários gatinhos e sempre aparece uma moça dando comida e água para eles de manhã cedinho. Outras pessoas fazem o mesmo e um vizinho até deixa eles dormirem em sua casa, mas vocês sabem que animal de rua não é castrado e gato geralmente tem 4 filhotes de uma vez. Meu sonho sempre foi ter um lar para gatos abandonados e espero muito poder realizar isso.

⤿ Fazer um mochilão pela Ásia
Não tenho dinheiro, mas vontade tenho pra dar e vender! 😂😂😂 Diferente da maioria das pessoas que fazem mochilão pela Europa, sempre quis tirar um período para conhecer: Coréia do Sul, Japão, China, Maldivas, Sri Lanka, Filipinas, Indonésia, Tailândia, Israel, Jordânia, Líbano e Turquia.

⤿ Escrever livros
Romances principalmente. Alguns inspirados em mim, outros em pessoas próximas e outros ficcionais e pra isso tenho muita vontade de fazer o curso de Escrita Criativa para que as palavras e imaginação fluam como água corrente.

⤿ Ter uma pequena coleção de jóias
Não precisa ser muito, mas aquela que roube meu coração e que eu possa passar para minhas filhas.

⤿ Casar
Apesar de não ser romântica eu gosto do romance e quero um amor pra vida toda! Eu sempre quis construir uma família de cinco ou seis (um filho + dois gatos ou dois filhos + dois gatos), fazer viagens de família com a minha descendência, ter a experiência da gestação e toda pompa do casamento. Eu sempre sonhei em ter alguém pra dividir meus dias pelo resto da vida porque acredito muito no amor!

Claro que eu quero realizar muitas outras coisas, mas a lista ficaria infinita e espero realizar tudo isso antes do meu fim, até porquê morto não faz nada, né? kkkk

| Querida leitora, estou viajando sem meu notebook, por isso esse post teve que ser programado, mas não se preocupe que seu comentário será respondido em breve! 😉




UM DIA COMUM NA TERRA DA RAINHA


Graças ao grupo SOTMB tive uma solução para fazer posts COM IMAGENS! Assim mesmo gritando por motivos de muita felicidade. 

Como vocês perceberam nos últimos posts desse mês, todos eles vinham com uma mensagem no final avisando que foram programados. Infelizmente não tive tempo de comprar uma nova bateria e carregador para o meu notebook e tive que deixar o do meu pai no Brasil, afinal, não era meu, então não tinha como atualizar vocês senão com posts programados.

Apesar de conseguir escrever aqui pelo celular, não conseguia inserir imagens, mas nada que um pedido de ajuda não pudesse resolver. Foi só instalar o Google Chrome e pronto. Simples como respirar.

A frequência de posts vai dar uma caída de duas vezes na semana para uma vez porque começarei minhas aulas de inglês, então quero focar em estudar e absorver o máximo de coisas possíveis pra voltar ao Brasil com um inglês digno e com confiança para conversar.

Como tinha prometido a uma amiga, estou tentando gravar vídeos. Apesar de amar assistir vídeos no YouTube, não consigo (mais porque houve uma época que sim) me ver atuando ativamente na plataforma, acho que ele pode ser um plus para o blog em momentos como esse: viagens. Estou tentando fazer vlogs, mas a verdade é que fico tão submersa na vida e nas coisas que acontecem aqui que esqueço até de tirar fotos! 

Não sei se já comentei, mas estou na casa da minha tia, então sigo a rotina da casa e não (apenas) de turista. Resolvi mostrar um pouco de como é um dia normal, mas depois que editei o vídeo percebi que houve um erro cronológico: estudo de manhã e essa parte do vídeo ficou no final como se fosse a noite, mas OK, dá para entender, né?!


Estou esperando completar um mês aqui para falar um pouco melhor de como tem sido essa mudança e falar as coisas que mais gosto na terra de Betinha. 

Para quem não sabe, estou em Eastbourne e até o momento que escrevi esse post não fui à Londres, somente em Winchester que é uma cidade super histórica e muito linda! Uma pena que foi uma visita mega rápida e não deu pra fazer muitas fotos, mas tem algumas lá no meu Instagram (@kariinamars), aliás, o local ideal pra acompanhar essa viagem é lá! 

Esse post foi bem simples pra dizer que estou aproveitando cada segundo dessa experiência e espero que vocês gostem de saber ao menos um pouquinho de como são meus dias. Em breve sai mais um vlog de um dia incrível que tive aqui! ✨

ps: ainda tem mais um post programado pra sair.




DESISTIR

ilustração

pensei em jogar tudo pro alto
em deixar virar caos
em desistir de tudo
principalmente de mim.

vaguei por tanto tempo
sem rumo
perdida em um vazio profundo
silenciada pelo meu próprio silêncio
perdida em minha própria escuridão.

e de tanto acumular decepções
quis desistir.

mas não o fiz
continuei mesmo assim
carregando o riso frouxo
os pés cansados
a mente sobrecarregada.

não desisti mesmo querendo
mesmo podendo.

não desisti pra insistir em mim
no que posso ter
no que posso ser.




COMPREI, NÃO USO E AGORA?

Eu tinha (e infelizmente talvez ainda tenho) o mal de querer gastar dinheiro quando estou ansiosa ou extremamente feliz com coisas que não uso, nunca usei e sei que nunca irei usar. Quando conheci o estilo de vida minimalista fui adotando algumas coisas, mas após um tempo e justamente em um período de felicidade extrema, comecei a comprar coisas que nunca usei na vida só para me satisfazer naquele momento.

O tempo passou e me perguntei: Será que posso me considerar uma pessoa minimalista depois desses episódios?

Eu não acredito que essa é uma mudança que acontece de uma vez, é gradativo e que a gente pode "cair" algumas vezes, mas o importante é tentar não se deixar levar sempre. Talvez você seja adepto desse estilo de vida e tenha uma opinião diferente e tá tudo bem, cada um com seu pensamento e eu me permito pensar assim porque me cobrar por uma vida minimalista perfeita não faz sentido, ainda mais quando estou no começo da jornada.


Sou uma pessoa extremamente visual, então é muito, mas muito difícil ver algo que acho bonito e não comprar, como por exemplo, pincéis de maquiagem fofinhos. Eu sei que dificilmente uso pincéis e que a maioria deles não sei usar, mas como são bonitinhos, vou lá e compro. Depois me sinto culpada e começo a me julgar.

Agora que comprei e não uso, o que me resta? Vender ou aprender a usar. Ponto.

A grande questão que venho enfrentando é: Realmente preciso disso? Realmente vou usar? E não vou mentir, dói ser sincera comigo mesma e não comprar algo, mas é um alívio saber que não gastei dinheiro com o que não preciso e não fará falta!

Foi buscando uma vida mais leve e sem excessos que me identifiquei e passei a aderir o minimalismo (que me levou a repensar muitas coisas), então acho muito importante reconhecer quando se erra, quando se cai e procurar seguir adiante. Se eu sou ou deixei de ser uma pessoa minimalista, ainda não sei, não tenho nem um ano nessa jornada.

Minha única certeza é que a gente erra para aprender a não repetir os mesmos erros, ou ao menos tentar.
| Querida leitora, estou viajando sem meu notebook, por isso esse post teve que ser programado, mas não se preocupe que seu comentário será respondido em breve! 😉




Acompanhe