QUASE AURORA: Algumas coisas sobre Buenos Aires

Algumas coisas sobre Buenos Aires


Ir à Buenos Aires foi um sonho realizado! Primeiro porque foi presente de formatura dos meus pais, segundo porque foi minha primeira viagem internacional. Passei 7 dias lá, tempo mais do que suficiente para conhecer muitos lugares, mas não consegui fazer tudo, então com toda certeza, voltarei! Observei algumas coisas e resolvi criar esse post.


Você entra só com a identidade
Na real, você pode entrar em todos os países que fazem parte do Mercosul somente com a identidade, desde que ela esteja em bom estado. Dei entrada no meu passaporte duas vezes, mas até a data da viagem não tinha conseguido fazer o bendito e depois que o Governo deu um trava... o jeito foi ir com o RG e foi super tranquilo! Me perguntaram apenas quanto tempo eu passaria, se iria para outra cidade/país e qual o nome do hotel em que ficaria hospedada. Me deram o visto e tchau!

Três moedas
Não vou explicar como funciona a conversão porque é meio confuso, mas te dou uma dica: não leve tudo em pesos! Lá o real é super valorizado (1 real vale em média 5 pesos, enquanto no Brasil 1 peso vale em média 30 centavos) e o dólar também (lá 1 dólar vale em média 17 pesos), isso significa que a maioria dos estabelecimentos aceita as duas moedas. Dependendo da compra, pagar em real ou dólar é mais vantajoso para ambos os lados (comprador/vendedor).

➷ Fica esperto: Não são todos os estabelecimentos que aceitam cartão de crédito internacional, principalmente se for bandeira Visa. Tive que dar meia volta em muitos lugares por conta disso, então não esqueça de perguntar sempre!

Alimentação
Você gasta em média 200 pesos em qualquer lugar que for comer, então nem darei dica de restaurantes e tal, mas vou deixar aqui o valor de algumas coisas.
Água e refrigerante em lata: 40-52 pesos em restaurantes, quiosques, bares. No supermercado é mais barato, principalmente se for quente // BigMac: 150 pesos // Café: 40-50 pesos em uma cafeteria simples, se for mais requintada pode chegar aos 100 pesos // Taça de vinho: 60-90 pesos // Trident: 20-40 pesos.
Achei a água de lá bem estranha... explico: ela possui algum mineral que a deixa mais densa, pesada e com sabor, por conta disso, nos primeiros dias praticamente não bebi água, ficava bem mal... só depois de ir ao Carrefour e comprar a água da marca deles que me senti melhor (ela é mais parecida com a nossa).

Dica de uma amiga: como o valor da bebida lá é carinho, ela levou água e refri na mala que seria despachada, deixou no frigobar do hotel e quando ia sair colocava na bolsa e eu ouvi por lá que muitas pessoas fizeram o mesmo.

Fica esperto: A maioria dos estabelecimentos cobra uma taxa chamada cubierto que nada mais é que o serviço de mesa e pode custar entre 5-30 pesos. Vale ressaltar que ela não é equivalente ao nosso couvert e que também não é o serviço do garçom e eles deixam isso bem claro. Você até pode encontrar restaurantes que não cobram essa taxa, mas é beeeem raro!


Virei fumante
Se você fuma vai desconsiderar esse tópico, mas se é como eu, pode se preparar que vai virar fumante! Em todo, repito, to-do lu-gar que você for vai ter gente fumando e soltando a fumaça na sua cara sem dó nem piedade, principalmente se estiver na rua. É extremamente desconfortável, então vou logo avisado pra você já ir superando o fato de que vai virar fumante indireto.

Dúvida: Talvez no verão eles não fumem tanto... tenho uma lógica que diz que no inverno eles fumam mais pra se aquecer. Faz sentido? Não sei.


Cidade plana e quarteirões enormes
Acredite ou não, vi somente duas ladeirinhas na cidade, de resto, tudo plano. Quando a guia nos disse isso, fiquei meio pé atrás, mas é verdade. Dá pra ir à muitos lugares à pé porque a cidade inteira é plana, mas tem um porém: os quarteirões. Aqui no Brasil eles tem em média cem metros, lá é quase o triplo, então se alguém lhe diz "são só 7 quarteirões", pode ter certeza que tu vai caminhar um bocado!

Mas vale a pena caminhar
Buenos Aires é uma cidade com arquitetura incrível! A sensação é de que se está na Europa, principalmente se você for no inverno como eu, clima europeu total! É notória a influência européia na arquitetura, nos parques, no modo de viver... E é por isso que vale a pena caminhar, você conhece diversos parques lindíssimos, tira foto de várias estátuas (lá tem a rodo também), conhece shoppings e museus ao longo do trajeto e isso vale todo cansaço (que você só vai sentir realmente quando deitar na cama do hotel, garanto).

Apenas 4 dias
Passei 7 dias, mas se você for ficar apenas quatro é mais do que suficiente para conhecer tudo. Isso se você montar um roteiro bem amarradinho, mas como não foi meu caso, separei alguns dias para simplesmente andar sem rumo e conhecer o que a cidade tinha para me oferecer.

Bônus
Muito homem bonito, apenas.

Se você já foi em Buenos Aires, me conta aqui nos comentários sua impressão sobre a cidade, se não, me conta o que achou das dicas e um lugar que você amou e eu preciso visitar!

Tem mais fotos da viagem no meu Instagram, dá uma olhadinha → @karinamarquesg_




2 comentários:

  1. Nunca fui pra BsAs, mas amei tuas dicas! Amei porque são práticas e fugiram do óbvio, nunca que eu ia pensar em levar minha própria água. Mas eu morei na Bolívia e ó, lembro que a água de lá era uma porcaria, então é válido lembrar sim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo, fico feliz que tenha gostado! Já sei que quando for à Bolívia vou levar minha própria água também, KKKKK.

      Um beijo enorme ❤

      Excluir

Obrigada por comentar ❤