QUASE AURORA : DIA DE OUTONO

E-mail

HOME       SOBRE       CONTATO

DIA DE OUTONO

ilustração

Ela sentou na cozinha e calmamente tomou seu café, comeu o croissant frio e permaneceu olhando pela janela. Do lado de fora uma fina chuva caía, os pássaros dançavam e as árvores balançavam com o vento. Era o típico dia de outono.

Era a vida que ela queria, longe da perfeição, com imprevistos, tristezas, muitas alegrias. Era a vida exatamente como ela é. Feliz e melancólica ao mesmo tempo. 

Ela se levantou vagamente ainda com os olhos na paisagem do lado de fora. O enorme jardim não era algo que estava nos seus planos de vida, mas aconteceu e ela aproveitava para contempla-lo sempre que a tristeza chegava. Tinha algo especial em observar pássaros e esquilos caminhando entre as árvores e flores.

Ela até quis chorar, mas ao invés disso compôs uma canção que nunca mais irá lembrar. Ela tem essa mania de cantarolar pela rua e pela casa, dando uma de compositora pra no fim se sentir melhor. No fundo ela gostaria que a vida fosse como filme, tivesse trilha sonora pra cada momento e talvez seja por isso que está sempre com fones de ouvido.

Talvez ela escreva sobre ela, sobre esse dia, sobre a sensação que o céu cinza transmite. Ela não sabe o que fazer agora, amanhã ainda será outono e talvez seja mais frio, mais cinza, mais laranja... a única certeza é que os pássaros permanecerão por lá.





Postar um comentário

Obrigada por comentar. Responderei o mais rápido possível. ❤

Acompanhe